Projetos de pesquisa

PPC de Língua Inglesa em Ação:  Estágio Supervisionado e Prática como Componente Curricular.

       A primeira fase do projeto de pesquisa se propõe a compreender a articulação dos conceitos de teoria e prática relacionados ao estágio e à prática como componente curricular propostos na segunda versão do projeto pedagógico do curso (PPC) de licenciatura em Língua Inglesa (UFPA, 2019).  Embora estes conceitos tenham sido descritos como centrais na primeira versão do PPC/2012 (UFPA, 2012), na tese de doutorado intitulada “Emergência da identidade profissional de professores de inglês: um estudo sob o viés da Teoria da Complexidade” (GAIGNOUX, 2020) foi identificado que ambos os termos são tratados como unidades distintas, cada um referindo-se a dimensões diferentes. O termo prática encontra-se associado à linguagem, vinculando o processo de ensino-aprendizagem somente às práticas de aquisição da língua. Na concepção de estudiosos como Ghedin (2006), Silva (2001) e Tardif (2014[2002]), a separabilidade entre teoria e prática fundamenta o currículo em uma visão tecnicista de ensino, em que o conhecimento torna-se fragmentado (GIMENEZ; FURTOSO, 2008).  Nesta concepção, a formação fica condicionada à instrumentalização técnica dos licenciandos, limitando-os à aprendizagem da estrutura da língua (FREEMAN, 2002; FREEMAN; ORZULAK; MORRISSEY, 2009; GRAVES, 2009). Além disso, um currículo fundamentado em uma visão reducionista de ensino-aprendizagem pode colaborar para a construção de saberes que não se articulam entre si (TARDIF, 2014[2002]), gerando um conhecimento compartimentado. A constatação da não articulação entre os saberes propostos no PPC/2012 (UFPA, 2012) inviabiliza, de alguma forma, a materialidade da interdisciplinaridade no currículo (GAIGNOUX, 2020).  Sobre esta questão, destacamos que a Resolução nº 7 de 18 de dezembro de 2018 (BRASIL, 2018) que estabelece as diretrizes para a extensão na educação superior, já prevê a adequação dos projetos dos cursos de graduação para viabilizar a interdisciplinaridade como processo dialógico entre a comunidade acadêmica e a sociedade. Dada a importância de tal documento, observamos a necessidade de tornar o conceito viável nos projetos pedagógicos dos cursos. Em linhas gerais, o PPC/2012 (UFPA, 2012), em sua primeira versão, visava a formação de professores fundamentada em uma concepção cartesiana e estruturalista de ensino, em que a língua era tratada como objeto de aprendizagem, isto é, como conteúdo para aprender o idioma.

Coordenação: Professora Dra. Kelly Gaignoux

Colaboração: Professor Dr. Rafael de Souza Timmermann (UFPA/FALEST); Professor Dr. Lucas Rodrigues Lopes (UFPA/FALE/CAMETÁ).

TEACHER +: Objetos digitais de aprendizagem no ensino-aprendizagem de Língua Inglesa

 

Este projeto de pesquisa tem como base inicial a observação do acelerado desenvolvimento das novas tecnologias digitais de informação e comunicação – NTDIC e como isto vem revolucionando a nossa vida cotidiana. Uma sociedade emerge, mais instruída, com novas maneiras de pensar e de interagir. Nesse sentido, surge a reflexão sobre qual o papel das NTDIC na educação básica de nosso país. Atualmente, a interação com o conhecimento e com as informações acontece de formas plurais. Emergem, então, uma série de questionamentos, a partir das reflexões:

(1) Quais Objetos Digitais de Aprendizagem estão sendo utilizados?
(2) A escola está preparada, em termos de infraestrutura?
(3) O professore(a) está capacitado para utilizar as NTDIC?
(4) Os alunos(as) e a comunidade escolar como um todo reagirão de maneira positiva ao uso das NTDIC?

É imprescindível levar em consideração novos ambientes de aprendizagem baseados em tecnologias emergentes, bem como a construção de objetos digitais (ODA) e a formação de professores. Deste modo, torna-se de importante a utilização de metodologias e de artefatos digitais que possam favorecer a integração das NTDIC nos processos de ensino-aprendizagem de língua inglesa nas escolas básicas, de modo que essa integração contribua, realmente, para a formação integral do aluno, contornando as eventuais distorções que podem decorrer de usos inadequados dessas tecnologias. Portanto, este projeto visa investigar e categorizar, junto às escolas e aos professore(as) quais ODA estão sendo utilizados e de que forma está sendo feita a utilização dos mesmos. A partir da coleta de dados pretende-se criar um repositório para atender as demandas dos docentes de Língua Inglesa do ensino básico da rede pública de Bragança.

Coordenação: Professora Me. Karina Figueiredo Gaya

Alunos envolvidos: Graduação (4)

Bolsistas: Fabiana Pereira de Sousa, Luana Maria Silva de Oliveira, Maria Elinaria Rodrigues da Silva, Wevelly Thaissa Ribeiro Perotes.

CRENAC – Configurações de Resistências em Narrativas Anglófonas

            O projeto de pesquisa propõe investigar, em textos narrativos ficcionais pertencentes a Literatura Anglófona (literatura escrita em língua inglesa) a presença da categoria Resistência, que Bosi (2009), Harlow (1997), Rocha (2014), Sarmento-Pantoja (2015, 2013, 2010) definem como uma categoria que rompe com as máscaras espessas da realidade e dá voz ao que é condenado à veleidade pela máquina social, escrita independentemente de qualquer cultura política e militante e que a torna resistente não somente enquanto tema, mas também enquanto escrita. O objetivo dessa investigação é ampliar o escopo acerca do que sabemos sobre a Resistência a partir do contato com narrativas ficcionais anglófonas do século XX e XXI. Esse contato revela manifestações de resistência relacionadas a aspectos culturais, sociais, religiosos ligados ou não a tradições historicamente construídas. A Literatura Anglófona compreende todo o texto literário escrito em Língua Inglesa, logo, esta foi por muito tempo representada por textos ingleses ou norte-americanos. Textos literários provenientes de outros países anglófonos só começaram a ganhar notoriedade recentemente e refletem, em alguns casos, o estado de colônia britânica pelo qual o país de origem passou.

Coordenação: Profa. Dra. Ana Lilia Carvalho Rocha

Colaboração: Prof. Dr. Francisco Pereira Smith Junior (IENCI/UFPA); Profa. Me.
Larissa Fontinele de Alencar (Doutoranda PPGL/UFPA).

Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .

ET-MULTI – Estudos da Tradução: multifaces e multisemioses

            É um projeto de pesquisa destinado ao prosseguimento do trabalho de sensibilização do campo dos Estudos da Tradução que tem sido realizado nos campi de Bragança e Capanema e a dar continuidade às pesquisas e produções científicas vinculadas ao Projeto RESGETE (revisitando saberes linguísticos sob a perspectiva do gênero e da Tradução de Especialidade) que atualmente se desenvolve de forma interligada ao Grupo de pesquisa NET – Núcleo de Estudos da Tradução.

Coordenação: Profa. Dra. Silvia Helena Benchimol Barros

Outros integrantes: Prof. Dr. Ewerton Gleison Lopes Branco (UFPA/Bragança) e Prof. Me. Marcus Alexandre Carvalho de Souza (UFPA/Bragança).

Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .

Materiais autênticos e cultura pop: ensino de língua inglesa com foco na interculturalidade

Este projeto de pesquisa tem como objetivo analisar como a cultura pop e materiais autênticos podem servir de recursos metodológicos para o ensino intercultural de língua inglesa para estudantes brasileiros. Dessa forma, o projeto baseia-se em três eixos principais: materiais autênticos, por exemplo, aqueles materiais que existem no mundo e não foram criados com a função de ensinar uma língua; a cultura pop, cultura popular, que compreende os aspectos culturais de uma comunidade, às vezes tidos como menos importantes ou marginais; e o ensino intercultural, que prevê uma conscientização maior dos alunos em seu papel de cidadãos do mundo. Nesse sentido, futuros professores têm possibilidade de desenvolver aparatos teóricos e práticos por meio do projeto em questão, ampliando seus horizontes no que diz respeito ao fazer docente de forma consciente, reflexiva e analítica. Fazem parte do projeto, o coordenador, um aluno bolsista (PIBIC) e 5 alunos voluntários (PIVIC).

Coordenação: Professor Dr. Rafael de Souza Timmermann

Skip to content